| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

Trabalhos de matemática

Page history last edited by PBworks 15 years, 11 months ago

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 09

 

 

 

Construir um caminhão com caixas de leite
1.      Pedir que os alunos tragam caixas de leite vazias e limpas.
2.      Explorar uma caixa de leite com os alunos, perguntando: Quanto de leite vem nesta caixa? Há outras embalagens de formas diferentes que também comportam um litro? Quais? Olhar e reconhecer que tipo de sólido geométrico é este. Quantos lados ele têm ? Todos os lados têm o mesmo tamanho? Quantas figuras geométricas a caixinha possui? Qual é o nome dessa figura? Face é a mesma coisa que lado. Então quantas faces têm este paralelepípedo?
3.       Trabalhar com as caixas como unidades de medidas. Deixar os alunos brincarem com as caixas, pedir para medir a altura da cadeira com as caixas. A cadeira mede quantas caixas ? Usar as caixas para medir os alunos. Empilhar várias e depois contar e anotar no quadro a medida de cada aluno. Perguntar como os alunos expressariam as medidas não exatas. Conversar e questionar as respostas apresentadas para mostrar a necessidade de dividir a caixa em partes menores.
4.      Apresentar a situação problema para a turma:“Nós temos de carregar todas estas caixas para o refeitório, então vamos construir um caminhão com caixas de leite no qual possamos colocar todas estas caixas(16 embalagens)”.
5.      Deixar os alunos manusearem as caixas criarem hipóteses, apresentá-las para a turma e avaliar as sugestões. Questionar as sugestões para fazê-los refletir sobre os erros. Então como vamos fazer este caminhão para colocar as 16 caixas de leite? Quantas caixas vocês acham que precisamos para construir o caminhão? Anotar as respostas no quadro. Qual é a primeira coisa que temos de fazer? Após organizar as caixas que vamos carregar, para saber o espaço que elas irão ocupar, o que vamos fazer? Quantas caixas são necessárias para cada lado da carroceria do caminhão? Então quantas são necessárias no total?
6.      Após os alunos acharem as respostas de como fazer e quantas caixas deverão ser usadas pela tentativa e erro, começar a construção do caminhão:colar uma caixa na outra, passar fita adesiva para fixar melhor e colar as extremidades com cola quente.
7.      Antes de colocar as caixas questionar: quantas caixas ficam em baixo? Quantas serão empilhadas na lateral? Qual é a medida da nossa carroceria do caminhão em caixas?
8.      Cada aluno fará um desenho mostrando como ficou caminhão.
 
 
 
 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 08

 
 
Escolha um objeto da sua casa e descreva as grandezas que podem ser medidas com unidades diferentes. Aproveite para colocar como seria feita essa medição e para que serviria essa informação.
 
Para realização desta atividade escolhi uma mesa . Quando ainda estava procurando por uma, nas lojas, usava a mão para medir, pois nem sempre achava a fita métrica e muitas vezes não havia uma fita nas lojas onde entrava. A mesa que comprei mede cinco palmos meus bem esticados, foi assim que eu descobri se ela iria entrar no canto da sala.
 Outra forma mais convencional de medir seria com a fita métrica, fazendo a medição de um dos lados, pois ela é quadrada. Após poderia fazer a conversão utilizando a tabela do trabalho anterior e a calculadora.
 
Mesa               Metros :1,05 m                       Polegadas: 41,3385 in 
                        Pé: 3,4448 ft                           Jarda: 1,1482 yd
 
Esta medição poderia ser colocada em outras unidades para descrever os móveis da minha sala para pessoas de países diferentes, por exemplo, americanos. Eles utilizam o “Sistema Imperial: é o sistema americano de medidas. Utiliza normalmente bases derivadas, exemplos: 1 pé = 12 polegadas, 1 milha náutica = 1 knot = distância entre 2 meridianos na altura do equador” 
 
Também poderia pesar a mesa para, por exemplo, transportá-la para outra cidade, pois as empresas de transporte solicitam o volume e o peso para calcularem o valor do serviço. Outra possibilidade de utilização de outra grandeza, seria calcular o volume da mesa, não sei qual seria o objetivo de calcular o volume de uma mesa montada, desmontada poderia ser para a mesma finalidade do peso.  
 
 

 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 07

 

 

 

 

1. Pesquisar o que são grandezas, sistemas de medida e unidades de medida

 

 

 

 

Grandeza física é alguma coisa que pode ser medida, isto é, que pode ser representada por um número e uma unidade. Medir uma grandeza é atribuir-lhe um valor numérico e uma unidade, com base em um padrão. Então Sistema de Medidas é um conjunto de normas padronizadas que medem as grandezas .   Exemplos: comprimento, massa, tempo. No primeiro exemplo a unidade é a jarda ou o metro. No segundo a unidade é o quilograma. No terceiro exemplo a unidade é o segundo. A medida é o valor expresso em uma determinada unidade. Unidade de medida é uma quantidade específica de determinada grandeza física e que serve de padrão para eventuais comparações, e que serve de padrão para outras medidas.
Sistema de medida é forma pela qual o homem encontrou para padronizar as medidas universalmente tornando-se esta forma mais confiável.
O valor de uma medida depende do instrumento utilizado, da escala em que ele está graduado e, às vezes, do próprio objeto a ser medido e da pessoa que faz a medida. Por exemplo, a medida do diâmetro do lápis com uma régua comum será feita na escala em que ela é graduada (centímetros ou milímetros) e dificilmente alguém conseguirá expressá-la com mais de dois algarismos. Nesse caso, certamente o segundo algarismo é avaliado ou duvidoso. Se for utilizado um instrumento mais preciso, é possível fazer uma medida com um número maior de algarismos e, ainda, acrescentar mais um, o duvidoso. Todos os algarismos que se obtêm ao fazer uma medida, incluindo o duvidoso, são algarismos significativos.Se outra pessoa fizer a mesma medida, talvez encontre um valor um pouco diferente mas, ao escrevê-lo, deverá utilizar o número correto de algarismos significativos.
 
2. Escolher duas grandezas distintas e relacionar, a cada uma delas, pelo menos duas unidades de medida diferentes.
 
 

 
 
 
 
 
Fontes:
 
  

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 06

 

 

 

 

Seqüência com figuras geométricas

 

 

O que é uma seqüência ? É uma ordem de algum objeto, letra ou número, ou todos juntos que segue algumas regras.Vamos  observar um exemplo de seqüência para alunos do primeiro ano.

 
  1. Primeiro dar exemplos de seqüências  aos alunos usando letras, números, materiais escolares;
  2.  Segundo distribuir uma folha com o exercício e solicitar que os alunos pintem os triângulos de acordo com o código de cores criado por eles.
  3. Pedir que os alunos terminem de pintar os triângulos descobrindo qual é o segredo.
  4. Vou verificar se eles compreenderam se conseguirem seguir a seqüência.
 

 

 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 05

 

 

 

Como trabalhar com o geoplano com uma turma do primeiro ano

 
 

 

• Primeiro cada aluno recebe um geoplano e um elástico;

• A professora começa mostrando as figuras e perguntando para os alunos o nome das figuras planas apresentadas: quadrado/ triângulo/ retângulo/ losango ;

 

 

 

 

• Após identificarem cada figura, o professor pedi aos alunos para descreverem como no seguinte exemplo: figura com quatro lados, todos os lados iguais, com ângulos retos;

• Após esta primeira parte ,em duplas, os alunos fazem o jogo da adivinhação : cada um faz uma figura, sem mostrar para o outro o seu geoplano;

 

 

 

 

 

O primeiro começa perguntando :Tem três lados?

O segundo responde :Não

Têm quatro lados?

Sim

Os lados são iguais?

Não

Os ângulos são retos?

Sim

É um retângulo?

Certo

• Então é a vez do segundo aluno tentar adivinhar;

 

Considerações finais:

 

 

    Durante a aplicação da atividade, para uma turma do primeiro ano, as perguntas que poderiam surgir seriam: Este é um ângulo reto ou não profe? Como faço tal figura? Imagino que durante a atividade alguns problemas que poderiam ocorrer seriam : os alunos não conseguirem colocar o elástico no geoplano, os alunos não terem certeza que a figura que queriam fazer está correta. Esta atividade é proposta para trabalhar o nome das figuras planas e a sua descrição. A avaliação será positiva se os alunos conseguirem brincar de adivinhar qual é a figura, demonstrando que aprenderam a trabalhar com o geoplano, como também, sobre as figuras planas.

 

 

 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 04

 

 

 

 

  

 

 
Descrição:
 
Fiz uma parede de blocos em forma de um triângulo, utilizando nove blocos vermelhos.
 
Dificuldades:
 
A primeira representação foi muito fácil, salvar nem tanto, não sabia salvar uma figura desta forma, gostei muito de aprender, após algumas tentativas e necessidade de voltar ao tutorial, o qual já copiei para a minha pasta ‘como se faz’. Na segunda representação levei mais tempo, primeiro comecei com a cor cinza, então descobri que podia mudar de cor, trabalhar com a ferramenta borracha não é fácil, ela acaba apagando mais coisa que deve. Na primeira tentativa deste segundo desenho não observei a possibilidade de linhas pontilhadas, então resolvi apagar tudo e começar novamente com estas linhas, levei algum tempo, também, para acertar a melhor forma de usar os dois tipos de linha sem estragar o desenho. No final tirei a marcação e ficou o máximo. Fazer a representação de cima foi muito fácil, pois já dominava as ferramentas e como salvar a imagem também. A última parte, com uma visão de um dos lados, eu não consegui representar bem, primeiro não sabia se era de lado e de cima ao mesmo tempo, ou se era de lado e de frente, tendo os olhos na altura do objeto. Acabei optando pela segunda, como eu precisava fazer um ângulo tentei representar com um ângulo de  45°, não deu certo, então escolhi representar sem o ângulo e também não ficou bom, mas não há uma possibilidade para fazer um intermediário.
 
Objetivos com os alunos:
 
Acho muito difícil trabalhar com estas ferramentas com os alunos do primeiro ano, com os maiores poderia ser possível realizar um projeto, primeiro desenhar em sala, e após levá-los a sala de informática para usar o programa, em seguida poderia ser feita a contagem dos blocos, ser determinado a medida de cada bloco e ser calculado a  área de todo  o projeto.  Não sei se eles conseguiriam fazer as etapas dois, três e quatro. Penso que com material concreto esta atividade ficaria mais fácil. A Lego tem uma maleta para o primeiro ciclo que se prestaria muito a este trabalho, na falta deste material,  caixas de leite ou de giz poderiam ser substitutas. Com os alunos do terceiro ciclo, os quais eu trabalho com Robótica, estamos testando um programa como esta mesma função, mas bem mais difícil, o objetivo seria eles realizarem montagens virtuais em casa. O nome é LeoCad e pode ser baixado sem custos da internet.

 

 

 

 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 03

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trabalho de classificação de sólidos geométricos: brincando de mercadinho
 
·        Pedir para os alunos tragam para sala de aula embalagens, latas e potes de casa.
·        Explicar para os alunos que vamos organizar um mini-mercado.
·        Primeiro pedir que os alunos organizem os produtos trazidos de casa nas diferentes prateleiras. Os alunos irão provavelmente separar de acordo com o conteúdo de cada embalagem (enlatados, produtos de café da manhã, congelados ou refrigerados, produtos de limpeza, etc.).
·        Pedir então que eles esqueçam os produtos e levem em conta apenas as embalagens, e que separem as embalagens parecidas.
·        Observar e comentar os critérios que foram usados se relacionado com a cor, material da embalagem, tamanho ou outros critérios.
·        Pedir que separem de outro jeito.
·        Perguntar o que eles têm de parecido; o que eles têm de diferente.
·        Pedir que eles separem os que rolam dos que não rolam. Perguntar quantos temos em cada grupo.
·        Pedir que descrevam os objetos que rolam.
·        Observar os que não rolam e analisar: Todos os objetos têm os lados iguais? Quais as diferenças? Pedir para separar em dois grupos ou mais, dependendo dos objetos.
·        Contar quantos não rolam e têm todos os lados iguais e quantos não rolam e têm lados diferentes.
·        Finalizado, a primeira parte da atividade, pedir que os alunos desenhem um objeto de cada grupo e coloque quantos nós temos no nosso mini-mercado:
 
1.      O que rola, como uma lata, é um cilindro. Quantos cilindros nós temos ?
2.      O que não rola e têm todos os lados iguais, como um dado, é um cubo. Quantos cubos nós temos ?
3.      O que não rola e não têm todos os lados iguais, como uma caixa de bombom, é um paralelepípedo. Quantos paralelepípedos nós temos?
 
 
 
Considerações finais:
 
            Proponho esta atividade de construção de mercadinho para trabalhar a classificação de sólidos, mas ela também pode ser utilizada para alfabetização com os rótulos, para construir os conceitos de cada sólido geométrico, para as operações de adição e subtração, para trabalhar com o sistema monetário. Um dos problemas que pode surgir durante a aula é não aparecer nenhuma embalagem de algum tipo de sólido, poderia resolver isto deixando algumas embalagens no armário para se necessário utilizar, outro problema seria de alguma embalagem que não têm uma forma geométrica, poderia resolver o problema criando a categoria dos “outros” ou fazendo com que os alunos descartassem aquelas que não se enquadram em nenhuma categoria. Já com relação às dúvidas uma que podem surgir seria o nome dos sólidos confundidos com os das figuras planas, esta poderia ser sanada explicando para os alunos o que é uma figura plana e um sólido e dizendo que eles têm nomes diferentes. Poderei verificar o que meu aluno aprendeu pelas respostas durante o processo, pela forma como eles farão a separação das embalagens e pelas perguntas deles durante a aula.
 
  
 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF 02

 

 

 

  
Exercício de lógica espacial
 
Desenvolvimento:
 
·Primeiro entregar quatro figuras geométricas  para os alunos.
·Relembrar o nome de cada figura.
·Perguntar quantos lados cada figura tem.
·Explicar o exercício para os alunos.
·Ler os itens do exercício e pedir que os alunos descubram a ordem das figuras em uma fila.
 
 
 
 

 
 
 
 
Exercício:
 
Qual é o lugar das figuras?
 
 
1.      O triângulo não está ao lado da figura de quatro lados iguais;
2.      O círculo está entre a figura de três lados e o quadrado;
3.      O retângulo não está ao lado do círculo ou da figura de quatro lados iguais;
4.      O quadrado está em uma das pontas;
 
 
 
 
Considerações finais:
 
 
 
O exercício foi pensado para uma turma de primeiro ano, mas não será aplicado na turma que eu estou acompanhando, pois há uma estagiária na turma agora. Os questionamentos que eu faria com os alunos além dos citados acima seriam: quais são as informações importantes para localizar as figuras? Há duas possibilidades de identificar as figuras, quais são elas? As dúvidas que podem surgir são: qual o nome desta figura?  Quantos lados tem esta figura? Qual eu coloco primeiro ? Eu preciso de mais um quadrado, você falou de dois e eu só tenho um. Com esta atividade pretendo revisar o nome das figuras geométricas, a quantidade de lados das que têm lados, a localização espacial e o desenvolvimento do pensamento lógico. A forma que vou verificar se meu aluno aprendeu ou não é se eles conseguirem colocar as figuras na ordem e se conseguem explicar quais as estratégias que usaram para chegar à resposta certa.
 
 


 
 
 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : EF01

 

 

 

 

Como os alunos vêem e representam o mundo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

               Os alunos vêem o mundo colocando como referência, como célula territorial o bairro onde eles moram. A referência de localidade é a Restinga, eles dizem “Sou da Restinga” como se fosse uma nacionalidade, alguns incluem os dois lados do Bairro, pois conhecem pessoas de lá ou têm familiares, para outros está incluído, na fala, apenas a Restinga Nova. Eles não têm noção de cidade, de estado ou país sabem que existe enquanto signo, mas não como conceito . Sabem que existem outros lugares, outros povos que falam de forma diferente, mas não conseguem compreender onde tudo isto está. Quando eles descrevem suas movimentações na escola, usam algo como referência "ao lado do refeitório” ou um fato “aquela sala que a outra professora contou a história aquele dia” referindo-se a biblioteca. Com relação à distância, poucas quadras é considerado perto (três ou quatro), se tiver de atravessar a avenida principal para ir para a Restinga Velha é longe. O centro de Porto Alegre é “um tempão longe” . Assim eles têm uma visão de mundo de acordo com os lugares que circulam: escola, casa, casa de parentes ou amigos e alguns estabelecimentos comerciais do bairro.

            Na hora de representar o mundo eles utilizam estas mesmas referências, seus desenhos mostram : a casa, a escola, os blocos de apartamentos, jardins – que quase não existem no bairro- e animais. O tamanho não tem relação com uma escala de medidas, mas com a importância que ocupam em suas vidas, de tamanho grande o que é importante e de tamanho pequeno o que não têm significado. O bairro é representado como sendo plano, nenhum representa os morros que fazem parte da paisagem da Restinga. Alguns mostram a violência do bairro com pessoas com facas e armas. Podemos resumir dizendo que a representação do mundo, pelos alunos do primeiro ano, está relacionada com suas vivências e com a carga emocional que estas vivências carregam.                                                                                                                

 

 

 

 

 

 

             




 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : CS 02

 

 

 

As atividades apresentadas na página de Matemática dentro da Atividade 02 são todas muito interessantes.

A turma que eu estou acompanhado é uma (A10) de uma escola ciclada da Prefeitura de Porto Alegre. Esta turma teria condições de trabalhar com o primeiro exercício (Quem é) e o segundo de achar o par, pois são atividades fáceis. O terceiro, das sombras, não estaria adequado pelo nível de dificuldade ser muito alto. O exercício de classificação dos objetos também poderia ser trabalhado com esta turma de A10. Já os exercícios do tipo “Quem de nós somos..?” e os das carinhas interligadas são impraticáveis com o 1º ano. Não apliquei ainda a atividade, mas conversando com a professora da turma eu cheguei à conclusão que os alunos gostariam muito da atividade, pois as atividades realizadas no computador sempre empolgam os alunos, além de parecer para eles como uma brincadeira e não um exercício de matemática.

Para adequar a todas as séries, o que eu mudaria nas atividades, seria criar vários níveis de dificuldade, dentro da mesma atividade. Assim, as atividades das sombras e das cenas teriam gravuras e figuras mais simples, para os alunos do primeiro ano também utilizarem. Com relação à análise do material dentro do curso, facilitaria se cada jogo tivesse um número ou um nome, pois a identificação deles, por exemplo “jogo das sombras” não fica adequado para um trabalho acadêmico.

ATIVIDADE

Objetivo: Trabalhar a classificação em uma turma de 1º ano do ensino fundamental.

Desenvolvimento:

• Pedir aos alunos que se dividam em dois grupos: um de meninos e um de meninas;

• Distribuir um cartão verde para o grupo dos meninos e um amarelo para o grupo das meninas (cada aluno deve conservar os seus cartões durante toda a atividade);

• Distribuir as letras iniciais dos nomes dos alunos pela sala e pedir que cada aluno forme um grupo na frente de sua letra;

• Distribuir cartões com as letras iniciais do nome de cada aluno;

• Pedir aos alunos que formem grupos pelos times que torcem: um do Grêmio, um do Inter o um de outros;

• Distribuir um cartão com o nome e/ou o símbolo do time;

• Pedir aos alunos que se agrupem por cores preferidas;

• Distribuir um cartão com a cor escolhida por cada um;

• Distribuir um cartão e pedir que cada aluno desenhe com bolinhas a sua idade;

• Pedir aos alunos que se dividam em grupos por idade e colar algarismo em cada cartão;

• Distribuir um cartão para que cada aluno desenhe a sua fruta preferida;

• Pedir aos alunos que se dividam em grupos de acordo com a sua escolha;

• Após cada classificação fazer a contagem dos cartões e registrar em um cartaz;

• Apresentar para os alunos folhas com as linhas de um gráfico, em um cartaz, e construir um gráfico para cada um dos itens trabalhados.

• No primeiro, por exemplo, com duas colunas (meninos e meninas) cada aluno cola seu cartão na coluna adequada. Depois é feita a contagem de cada coluna;

 

Esta atividade ainda propicia uma produção textual . Os alunos receberiam uma folha assim:

Meu nome é ...................................... e começa com a letra ...........

Eu tenho ................. anos e sou um/uma ...........................

Minha cor preferida é ............................

Meu time é ..................................

Minha fruta favorita é ....................................

 

Nesta folha eles colariam cartões com os seus dados e preferências.

Esta atividade também poderia ser transformada em uma atividade para o computador. Em uma tela apareceriam bonecos representando meninos e meninas os alunos teriam a possibilidade de escolher um e colocar o seu nome em baixo. Em um quadro ao lado desta tela apareceriam ícones com as opções os quais os alunos arrastariam e colocariam ao lado do seu boneco. No final o aluno apertaria a tecla finalizar e apareceria uma tela escrita, como a citada anteriormente na produção textual, com os dados do aluno.

 

 

 

 

 

 

 



 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : NO 05

 

 

 

 

Criação de um exercício com gráfico

 

ATIVIDADE

 

Na atividade 02, individual, acabei me adiantando e já fazendo uma atividade com gráficos , vou usar mais um exemplo
neste trabalho para aquela atividade:

 

Objetivo: Trabalhar a classificação e a construção de gráficos em uma turma de 1º ano do ensino fundamental.

 

Desenvolvimento:

 

• Perguntar para os alunos qual é o mês do seu aniversário;

 

• Escolher junto com os alunos uma cor para cada mês e colocar no quadro um cartão com a cor e o mês por escrito em ordem;

 

• Distribuir um cartão branco e pedir aos alunos que pintem com a cor do mês do seu aniversário;

 

• Preparar um cartaz com as linhas de um gráfico e com o nome de todos os meses na horizontal;

 

• Pedir que cada aluno cole o seu quadrado na coluna do seu mês;

 

• Fazer a contagem dos cartões de cada coluna ;

 

• Após fazer as seguintes perguntas:

 

 

1. Quantos meses têm um ano?

 

2. Qual o mês com o maior número de aniversariantes ?

 

3. Qual o mês com o menor número de aniversariantes ?

 

4. Quantos colegas fazem aniversário no mesmo mês que você?

 

5. Em quais meses não temos nenhum aniversariante?

 

6. Após o mês de fevereiro qual o seguinte mês com mais anivesariantes? E depois? (seguir fazendo a

 

ordenação por número de aniversariantes)

 

7. Quantos alunos têm a mais no mês de fevereiro?

 

8. Quantos aniversariantes têm juntando os dos meses de fevereiro e os de setembro?

 

 

 

 
CONSIDERAÇÕES FINAIS
 
 
Eu estou propondo esta atividade para trabalhar os primeiros conceitos de matemática com os alunos de uma forma bem prática, levando em consideração as atividades apresentadas nesta disciplina, assim como, os textos lidos . Durante esta atividade serão trabalhados os seguintes conteúdos: classificação, seriação, adição e subtração,construção e leitura de gráficos, construção de números. Para verificar se meu aluno aprendeu vou analisar as respostas dos mesmos durante o exercício e solicitar que eles façam um gráfico em uma folha usando lápis de cor.

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : NO 01

 

 

 

 

 

Assim como as letras os números também fazem parte da nossa vida. Nossos dados pessoais : idade, data de nascimento, peso, altura, número do busto, número do quadril, manequim, número do sapato, número do chapéu, grau de miopia, endereço, telefone, CPF, RG, carteira de motorista, carteira de trabalho, PIS/PASEP, número da empresa e/ou do crachá, identidade da faculdade/escola, número da agência bancária, da conta, das senhas, número do cartão de crédito, número do recibo do imposto de renda. Da mesma forma dos dados pessoais, o nosso dia-a-dia também está repleto de outros números: número do ônibus, placa do carro, números do relógio, números de telefones, dia, mês, ano, números das pesquisas, do dinheiro, dos dados, da Mega Sena, da calculadora e das senhas, das senhas, das senhas.

Nós usamos números para realizar todas as atividades diárias, ou os usamos enquanto dados ou para quantificar, marcar uma ordem ou uma parte de algo. Trabalho tantas horas, tenho tantos alunos, durmo tantas horas, ganho tanto, devo tanto. Têm os números que possuem um misticismo: 7, 13, 66. Têm alguns que nós odiamos: idade, peso, cintura, valor das dívidas e têm outros que nós amamos: data do começo das férias, dia do aniversário, dia de pagamento, quantidade de dinheiro que temos, números do sorteio das Loterias. Assim eles nós acompanham das 5:30 da manhã até a hora de contar carneirinhos na cama.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : NO 02

 

 

 

 
 
Atividade:
 
 
  1. Fazer operações de adição e subtração com o uso de dados;
  2. Apresentar os dados, dois com números e um com sinais de + ou – ;
  3. Pedir que os alunos explorem os dados e digam quantas bolinhas têm em cada lado do dado;
  4. Explicar a atividade: um aluno joga um dado o outro joga o outro e um terceiro joga com os sinais quem der primeiro a resposta escolhe um colega e passa o seu dado;
  5. A atividade é feita novamente com um outro trio;
     

 
 
 

 

 

 

Antes mesmo de aplicar o exercício, a professora da turma me mostrou alguns problemas com a atividade. Eu deveria fazer um dado com os números maiores : quatro, cinco e seis e outro com os menores: um, dois e três, pois quando houvesse uma subtração, não haveria possibilidade de dar um resultado com números negativos.
Durante a aplicação da atividade tivemos de explicar e ajudar cada grupo a realizar a tarefa,ficamos eu e a professora na sala, a turma também ajudava os colegas contando, os alunos ainda não têm independência de realizar este tipo de atividade sozinhos, apenas dois alunos conseguiram.
Após a atividade achei que seria melhor trabalhar com dados que representam os números com os dedos e usar algum material concreto para auxiliar alguns alunos que não conseguiam fazer o cálculo mental.
 
 
 
 
 
 

 



 

 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : NO 04

 

 

 

 

 

 

 

A atividade sobre o campo aditivo proposto para uma turma do primeiro ano seria desenvolvida assim:
· Entregar cartelas, uma para cada grupo, com um pião;
· Cada aluno deve jogar o pião, dependendo do lugar onde este cair, serão os pontos que ele deverá marcar;
· Passa para o segundo aluno que faz a mesma atividade, até todos jogarem;
· Fazem uma segunda rodada até um chegar à contagem exata de dez;
· Na última rodada o aluno pode ou não aceitar o número, mas terá direito de jogar o pião só uma vez e passar para o seguinte colega;
 

 

 

 

 

Algumas considerações:

 

 

 

Esta atividade será apresentada para alunos do primeiro ano. Vou questionar se os alunos compreenderam as regras e pedir que eles me expliquem, pedir se eles conseguem identificar todos os números, como eles vão fazer para saber que chegaram em dez pontos exatos. Poderão surgir dúvidas do que fazer se passar de dez , eu vou explicar a regra novamente de aceitar ou não o último número, outra dúvida que pode surgir seria de como marcar os pontos e eu vou dizer que de qualquer forma, com objetos, marcando traços em um papel, escrevendo os números. Estou propondo esta atividade para os alunos trabalharem o campo aditivo com os alunos e estou me baseando nos textos apresentados pela professora da disciplina. Vou verificar o que meu aluno aprendeu durante o processo do jogo, se eles conseguirem jogar é porque estão conseguindo fazer as operações.

 



 

 

 

 

 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : NO 05

 

 

Combinando sorvetes com recipientes:
 
 

 

                                        

 

 

 

                                          

 

 

 

 
Um menino foi até a sorveteria do seu bairro com os amigos, na sorveteria havia duas possibilidades para colocar o sorvete (um copinho ou uma casquinha) e três tipos de sorvete (morango, creme e chocolate). Os meninos resolveram então pedir todas as possibilidades de combinações diferentes. Quantos sorvetes eles compraram, levando em consideração que em cada um tinha apenas um sabor? Quantos sorvetes foram de morango? Quantos copinhos com sorvete eles compraram?

 

Considerações finais:

 

 

 
A turma com a qual eu penso em trabalhar esta atividade seria uma do primeiro ano. Eu apresentaria a atividade e deixaria os alunos tentarem resolver o problema, se não conseguissem compreender pediria que fizessem a representação ou com desenhos ou com símbolos. Estou propondo esta atividade para trabalhar a análise combinatória do campo multiplicativo e me baseando nos textos apresentados pela professora da interdisciplina e nos exemplos. Poderia verificar se o aluno aprendeu pelas representações que ele fizesse , pelas perguntas durante o processo e se conseguisse responder as questões apresentadas.
 


 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação
Curso de Graduação a distância em Pedagogia – Licenciatura
Eixo 4 – Representação do mundo pela matemática
Professora: Marlusa Benedetti da Rosa
Aluna: Darlene Sabany
Atividade : NO 06

 

 

Parecer sobre o que eu li em um outro grupo sobre a atividade NO03
 
 
Procurei no pólo de Alvorada o grupo do primeiro ano, era o grupo 01, tentei ler as postagens referentes à atividade NO03, mas não consegui, pois o PBwiki do grupo está muito confuso. Então procurei ler as postagens do grupo 02 de Alvorada que também se diz um grupo de professores do primeiro ano. A primeira aluna coloca que não trabalha com as operações, só que depois diz que utiliza material concreto, fala em divisão. Consegui deduzir que a primeira afirmativa diz respeito a exercícios do tipo arme e efetue, assim ela declara que não realiza, mas ,na verdade, ela trabalha sim com todas as operações e acho que de uma forma muito parecida com o estudado neste módulo, no entanto ainda não conseguiu perceber isto. As seguintes quatro alunas fazem um comentário em grupo, muito vago, remetendo para outras atividades, desta forma não é possível perceber como é a prática das mesmas. O terceiro parece que consegue trabalhar com os conceitos de campo aditivo e multiplicativo como nos foi apresentado.

 

 

Comments (19)

Anonymous said

at 3:02 am on Apr 1, 2008

Darlene!Você propôs uma série de atividades de classificação onde utilizou critérios como cor, sexo, time de futebol e iniciais do nome. Além disso, trouxeste a possibilidade de relacionar o trabalho desenvolvido com outras áreas de conhecimento o que certamente é muito produtivo. Deixo para ti refletir o seguinte questionamento. É possível realizar uma atividade de classificação sem definir o critério de agrupamento? É só para pensar.

Anonymous said

at 12:52 pm on Apr 8, 2008

ATIVIDADE 3. As sugestões postadas no mural estão de acordo com o que foi solicitado. Poderia ter descrito um pouco mais a atividade. Mas está contemplando o que foi pedido. Parabéns! Beijos e boa semana...

Anonymous said

at 3:00 am on Apr 15, 2008

ATIVIDADE CS4: Darlene! Parabéns pela atividade! Detalhaste todos os passos para a sua realização e as questões estão bem pertinentes.

Um grande abraço,
Damiana

Anonymous said

at 11:46 pm on Apr 26, 2008

ATIVIDADES NO1 e NO2 ATIVIDADE NO4

Darlene, você descreveu muito bem como os números aparecem em nossas vidas. O jogo proposto indica uma reflexão sobre tua prática no sentido de enriquecer o trabalho com atividades lúdicas. Sugiro que acrescente dados do jogo e estratégias utilizadas por teus alunos durante a realização do mesmo isso certamente enriquecerá teu trabalho.

Anonymous said

at 4:21 am on May 6, 2008

ATIVIDADE NO5. Olá, Darlene! A atividade proposta etá de acordo com a série indicada e apresnta questionamentos interessantes. É legal saber que você acredita que os alunos do 1º ano podem aprender e trablhar com combinatória. Que dúvidas você acha que surgiria? Como você acha que seriam as representações deles? Parabéns pela atividade. Beijo na ponta do nariz.

Anonymous said

at 4:26 am on May 6, 2008

ATIVIDADE NO6. Darlene! O parecer que escreveu está um tanto sucinto. Mas conseguiu apresentar uma relação entre o lido na interdisciplina e o apresentado pelo grupo. Que colocações você faria? O que você acha que está vago na postagem das colegas? O que eles poderiam colocar como proposta de atividade? Sempre é possível escrever mais sobre alguma coisa, ou ir mais fundo nas reflexões. Continue o trabalho que vem apresentando.. com dedicação e empenho. Beijocas...

Anonymous said

at 6:59 am on May 27, 2008

Atividade EF1: Darlene! Só consigo visualizar parte de tua atividade. Podes retirar a figura, talvez isso ajudará a formatar o texto e deixá-lo visível, pois a figura está muito grande. Mesmo assim tuas reflexões estão bem interessantes e pertinentes. Beijos, Damiana.

Anonymous said

at 6:59 am on May 27, 2008

Atividade EF2: Darlene! Essa atividade está bem interessante. O trabalho com figuras que propões e sua localização espacial ajuda os alunos a conhecerem a o nome das figuras geométricas e também localizá-las umas em relação às outras. É isso mesmo, está bem pertinente a tua proposta. Beijos, Damiana.

Anonymous said

at 6:59 am on May 27, 2008

Atividade EF3: Darlene! A atividade também está muito adequada. É interessante a proposta de trabalhares com figuras geométricas e a relação com produtos em um supermercado. Assim teus alunos poderão perceber que as formas estão presentes em vários locais que eles freqüentam. Beijos, Damiana.

Anonymous said

at 3:04 am on Jun 3, 2008

ATIVIDADE EF4. Olá, Darlene! Gostei da construção! Não entendi o que você quis dizer com "formato de pirâmide", pois não é bem isso a tua construção... Também não endontrei os dez cubos citados, são apenas nove... Mas isso é o de menos. Parabéns por ter aprendido a usar as ferramentas e por representar tão fielmente a construção na grade isométrica! A vista lateral está um pouco deturpada. Voce^deve se imaginar ao lado do objeto, na mesma altura. E representar os cubinhos que você enxergaria. (Como a vista superior, mas agora de lado). á que você está "craque" com as ferramentas seria interessante tentar novamente e colocar a imagem adequada. Muito interessante sua proposta de trabalhar com o lego. Quanto a impossibilidade de realizar essa tarefa com os pequenos, talvez ela pudesse ser adaptada. Que tal apenas montar alguma coisa e pedir pra desenhar visto de cima? Talvez até colocar a construção sobre uma malha e contornar. É interessante trabalhar com as diferentes perspectivas. Além disso eles podem surpreender! Beijocas...

Anonymous said

at 3:09 am on Jun 3, 2008

ATIVIDADE EF5. Oi, Darlene! Muito interessante essa brincadeira de adivinhação. No entanto achei bastante complexa para crianças do primeiro ano. Será que trabalhar com as descrições tão formais não é pedir demais dos pequenos? Com certeza eu não conheço os alunos e não posso julgar se seria adequado ou não. Mas penso que com alunos menores poderia ficar restrito ao números de lados e quem sabe lados iguais ou diferentes. Você colocou que traria um geoplano para cada um, a escola possui esse material? Muito legal! Parabéns pela proposta. Beijo na ponta do nariz.

Anonymous said

at 3:42 am on Jun 3, 2008

ATIVIDADE EF6. Olá, Darlene! A explicação está curta, mas clara. O exemplo apresentado é interessante e adequado para o primeiro ano. Gostaria de saber quais exemplos foram mostrados aos alunos antes de receberem o exercício. Também penso que você pode propor sequência onde não há uma repetição, e sim um "incremento" de um um termo para o outro. São sequências diferentes, com grau de complexidade diferente, mas que os alunos podem tentar desde pequenos. A sequência numérica é um exemplo simples (1, 2, 3, 4, 5, 6, ...) Fica a sugestão. Beijocas...

Anonymous said

at 5:05 am on Jun 24, 2008

Não estava conseguindo publicar em casa, o meu computador está cheio de vírus e não está funcionando bem, não sei se agüentará até dia 07, mas vamos tentar, tive de ir em uma Lan House.Bjs

Anonymous said

at 4:16 am on Jun 29, 2008

Olá, não estou mais conseguindo postar os trabalhos aqui. Criei uma outra página para continuar postando.

Anonymous said

at 10:02 am on Jun 29, 2008

Atividade EF7: Darlene, interessante os exemplos que trazes sobre as grandezas e suas possíveis unidades de medida. Quando falas em Sistemas de Medida, poderias falar também em Sistema Métrico Decimal, para dar um exemplo. Beijos, Damiana.

Anonymous said

at 10:03 am on Jun 29, 2008

Atividade EF8: Darlene, nessa atividade mediste o tamanho da mesa, seu comprimento, que outra grandeza relacionada a esse objeto poderia ser medida e com quais unidades de medida? Beijos, Damiana.

Anonymous said

at 10:03 am on Jun 29, 2008

Atividade EF9: Darlene, as idéias de atividades para explorar medidas estão bem interessantes, pois pedes que façam a estimativa da capacidade das caixas em litros, etc. Poderias também propor que os alunos comparassem o tamanho das caixas de leite com o tamanho do caminhão, para isso precisariam saber as medidas de cada caixa, em centímetro e compará-las com as medidas do caminhão e após fazer a conversão. Isso seria uma sugestão. Beijos, Damiana.

Anonymous said

at 1:06 pm on Jul 1, 2008

Olá! Fiz as alterações na atividade EF08

Anonymous said

at 11:41 pm on Jul 5, 2008

Atividade EF8 (alterada)
Isso ai Darelene! Agora você apresentou duas grandezas e duas unidades.

You don't have permission to comment on this page.